Anotação de atividades profissionais cresce 25,4% na região, nos últimos dois anos

Comparativo mostra que, mesmo com a pandemia, houve crescimento das atividades de Engenharia, Agronomia e Geociências no Sudoeste; no mesmo período, registros de serviços junto ao Crea-PR no Estado foi de 23,2%

A pandemia de Covid-19 não afetou significativamente as atividades de Engenharia, Agronomia e Geociências na região Sudoeste. É o que aponta relatório da Regional Pato Branco do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR). Na comparação de janeiro a agosto deste ano com o mesmo período de 2019, os registros de Anotações de Responsabilidade Técnica (ARTs) cresceram 25,4%, índice acima da média estadual, que foi de 23,2%.

A Anotação de Responsabilidade Técnica é o documento pelo qual o profissional declara sua responsabilidade técnica por uma obra ou serviço. Também comprova o contrato entre as partes (contratante e profissional contratado) e é preenchida pelo profissional ou pela empresa contratada. O número de ARTs pode ser usado como um termômetro para analisar a capacidade de crescimento dos setores ligados à Engenharia, Agronomia e Geociências.

Diogo Colella, Engenheiro Civil, gerente da Regional Pato Branco do Crea-PR, observa que o Sudoeste vem mantendo um crescimento sustentável de aproximadamente 12% a cada ano, desde 2019. “O ano de 2020, mesmo com as restrições decorrentes da pandemia, apresentou crescimento de 11,8% no volume de ARTs na região, quando comparado a 2019. Um percentual muito superior ao do Estado, no mesmo período, que foi de 3,6%”, analisa Colella.

O gerente da Regional Pato Branco destaca ainda que, na comparação entre janeiro e agosto deste ano, em relação ao mesmo período de 2020, houve a recuperação dos valores gerais do Estado: o Paraná teve 18,9% de crescimento no registro de ARTs enquanto o Sudoeste manteve o patamar de crescimento, atingindo 12,1%. “Vale ressaltar que, de 2019 para 2020, houve um forte crescimento no Sudoeste nas profissões da tecnologia, que permaneceu constante e positivo também de 2020 para 2021 e, somente neste último ciclo, está ocorrendo em todo o Estado”, frisa Diogo Colella.

Regional Pato Branco (período de janeiro a agosto):
Comparando 2020 com 2019, aumento de 11,8%;
Comparando 2021 com 2020, aumento de 12,1%;
Comparando 2021 com 2019, aumento de 25,4%.

Paraná (período de janeiro a agosto):
Comparando 2020 com 2019, aumento de 3,6%;
Comparando 2021 com 2020, aumento de 18,9%;
Comparando 2021 com 2019, aumento de 23,2%.

As dez obras e/ou serviços mais frequentes na região Sudoeste, entre 2020 e 2021 são:
de edificação;
de instalações elétricas em baixa tensão;
de estrutura de concreto armada;
de receituário agronômico (cultivo/produção);
de instalação de sistema de esgoto sanitário;
de microgeração distribuída (painéis fotovoltaicos);
de sistema de água potável;
de levantamento topográfico;
de prevenção e combate a incêndio e pânico;
e de dosagem e mistura de concreto.
Também estão entre os mais registrados: obras e serviços de elevadores, poços tubulares, Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) e laudos de condições ambientais de Trabalho (LTCAT).

RSS
Follow by Email
YouTube
YouTube